Será que estou num relacionamento abusivo?

No artigo de hoje vamos analisar mais um caso de uma pessoa que nos contactou para responder às suas dúvidas sentimentais. O assunto de hoje é delicado e merece especial atenção. O tema de relacionamento abusivo deve ser bem explicado de forma a que todos nós possamos perceber os sinais de que o vivemos.

Por norma, alguém que vive um relacionamento abusivo não percebe logo à primeira atitude. É um conjunto de situações que tornam essa convivência numa relação abusiva e ao contrário do que muita gente pensa, a relação abusiva não está ligada à violência, a maioria dos casos não tem sequer violência física, o que não deixa de se enquadrar no mesmo cenário. Vamos antes de mais ler a dúvida da nossa leitora.

Relacionamento abusivo – A dúvida

“Oi, o meu nome é Sofia (nome fictício) tenho 22 anos e namoro há quase 2 anos contudo, desde algum tempo atrás, tenho notado algumas mudanças no meu namorado que me fazem sentir incómoda. Desde que comecei a sair com a minha melhor amiga, ele não pára de me infernizar a vida, sempre tentando que eu brigue com ela, chegou até à inventar coisas à seu respeito (sei que não são verdade porque lhe disse, claro que não disse que foi meu namorado quem contou, mas ela negou e sei que ela me diria se fosse verdade). Quando comecei a namorar com ele é verdade que deixei um pouco as minhas saídas de lado, mas ele sempre sobe que adoro ir pra balada e sair com as minhas amigas, sempre me incentivou e até saía comigo. Ele não me proíbe, tanto que eu vou, mas noto diferença no seu comportamento… como se tivesse feio algo de errado, sabe? Eu vejo algumas youtubers que falam sobre feminismo e até sobre namoro abusivo e o certo é que ele mostra alguns desses traços, basicamente só quando tenho a atenção toda nele é que ele está 100% de boa comigo. Não sei que fazer, tenho medo de falar com ele e ele achar que estou surtada.”

 Será que estou num relacionamento abusivo? – Entenda os sinais

É claro que sinais de abuso físico como maus tratos, ameaças, linguagem ofensiva ou comentários negativos sobre nós são sinais que também devem constar nesta lista contudo o que vamos fazer é abordar aqueles sinais mais subtis que nem todos podemos perceber à primeira vista mas que podem significar intenções ou comportamento abusivo:

  • Críticas à nossa aparência física
    Se o seu parceiro faz constantemente críticas ao seu corpo ou à forma como se veste saiba que esta situação não é de todo normal. Ninguém deve interferir na liberdade da outra pessoa.
  • Briga quando fazemos algo contrário à sua vontade
    Se a pessoa com que se relaciona só se sente feliz quando você está a seu lado não veja como algo romântico. Procure saber o motivo e faça entender que ambos devem ter vida para além da relação.
  • Faz parecer que a sua vida sem ele não faria sentido
    Se o seu parceiro está constantemente a insistir que sem ele na sua vida você não seria tão feliz tenha cuidado, não é um sinal nada saudável. Você pode SIM ser feliz com outra pessoa e sozinha!
  • Quer saber tudo o que faz, quando e como
    Se tenta controlar tudo o que faz, seja através de mensagem ou chamada, tenha atenção pois para além de mostrar que é abusivo pode levar a que queira controlar a sua vida.
  • Evita que se relacione com pessoas fora do meio que conhece
    Este é o caso da nossa leitora. O namorado da Sofia não fica feliz por saber que ela se dá com alguém fora do meio do casa. Saiba que é perfeitamente norma e saudável que ambos tenham conhecidos e amigos que não sejam em comum com os dois.
  • Persuade a ter relações íntimas mesmo quando percebe que não é da nossa vontade
    Sabe aquela história do “por favor, você vai gostar”. Não, simplesmente NÃO.
  • Arranja sempre forma de colocar a culpa em si
    Quando a pessoa faz com que se sinta culpada ou que se sinta mal pelo que fez, mesmo sem motivo, não deixe passar.

Estes são pontos chave para entender se está um relacionamento abusivo ou não. De notar que uma atitude menos correta por parte de alguém pode não ter intenções abusivas. Analise bem a situação e não hesite em desabafar com as pessoas mais próximas, para que possa ter uma opinião sincera e vista de fora. Caso estes sinais venham acompanhados de alguma espécie de violência não deixe para trás e denuncie!

guest

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments