Orientação sexual, será assim tão importante?

O mundo está em constante mudança e com ele mudam também as pessoas e os seus gostos. Se acrescentar que nem todos somos iguais e que queremos coisas diferentes para as nossas vidas (ainda bem que assim o é), é fácil de se perceber que provavelmente a orientação sexual das pessoas não importa assim tanto, ou pelo menos assim deveria ser. Este é novamente um assunto que gera muita polémica, sendo que me coloco numa posição neutra em relação ao assunto.

Será que as pessoas mudaram o suficiente para aceitar uma coisa que começa a tornar-se cada vez mais frequente ou ainda existe um grande tabu sobre este assunto?

orientação sexual

O fugir ao padrão

O grande problema em ter uma orientação sexual diferente é o fugir ao padrão e é isso que incomoda tanto a nossa sociedade. Supostamente o homem é para amar a mulher, casar e ter filhos, ponto final. Tudo o que fuja um pouco a isso é por vezes alvo de discriminação. Se pessoas do mesmo sexo pretenderem “ter um filho” vão surgir novamente problemas e vemos isso acontecer com frequência, sendo um assunto que gera muita polémica. Percebemos assim muito facilmente que o maior problema é o facto de se estar a fugir a um padrão definido como normal há muitos, mas muitos, anos atrás.

A vontade de criticar seja o que for

Existem pessoas que pura e simplesmente adoram criticar coisas, mesmo que estas não afetem rigorosamente nada a vida delas. O ser humano é um “bicho estranho” e por vezes as pessoas estão mais preocupadas com os outros do que com elas próprias. Criticas irão existir sempre, porque vão ser necessários anos ou até séculos para que algo como uma orientação sexual diferente seja considerado algo normal. Por mais que custe a ouvir, é uma realidade que não podemos negar, pelo menos para grande parte das pessoas.

Considerados diferentes ou consideram-se diferentes?

Tal como o racismo, nem sempre a vítima está inocente, muitas das vezes é ela própria a criar a diferenciação e a não lutar pela ideia de todos iguais. Sempre que se fazem manifestações e marchas LGBT, parece que se apoia a diferença e são as próprias pessoas que participam que gostam de mostrar que são diferentes. Então de quem será a culpa? Se a ideia é sermos considerados todos normais, porque razão apelar à diferença? Esta é apenas a minha opinião que obviamente pode ser questionada.

Será assim tão importante a orientação sexual?

Para algumas pessoas sim, é algo que já têm enraizado dentro de si e que não conseguem perceber ou assimilar que algo mudou e que hoje em dia as coisas se processam de forma diferente. Para outras que olham para as relações com base no amor, percebem que o amor não escolhe idades, nem sexos. Certos ou errados são duas visões diferentes que ainda chocam muito nos dias que correm.

E vocês? O que pensam sobre o assunto?

Deixe um comentário

1 Comentário em "Orientação sexual, será assim tão importante?"

avatar
Sort by:   newest | oldest | most voted
Anónimo
Visitante

Não escolhe também altura. Faltou colocar…

wpDiscuz