O seu primeiro dia dos namorados

Mesmo que não esteja muito afim do “Dia dos namorados“, não existe modo de lhe escapar, especialmente se esteve com alguém à menos de um ano ou ainda estiver. Esta é a altura certa para lhe dizer o que sente e aproveitar ao máximo este dia para partilhar momentos com essa pessoa, embora não se possa esquecer que deve fazer isso todos os dias do ano e não apenas no dia dos namorados. São várias as curiosidades do São Valentim, perca tempo a conhecer algumas.

No entanto, se decidir não festejar o dia dos namorados, fique em casa com a pessoa que ama, veja um filme, coma umas pipocas, mas fique junto da pessoa que ama, isso sim é o importante. O importante é começar a pensar como irá festejar este dia, para estar pronto quando este estiver à porta.

primeiro dia dos namorados

Algumas situações que podem surgir no dia dos namorados:

Mas nós só estamos juntos à cerca de duas semanas – Não entre em pânico, à muitos cartões para além daqueles que dizem “Eu te amo”, se achar demasiado cedo para isso. Se apenas teve um encontro, então arranje um bom cartão, com umas poucas palavras, e adicione uns beijos no final. Talvez seja melhor deixar de parte grandes presentes, escolha simplesmente uma rosa (os homens também gostam de rosas!), se realmente gosta dessa pessoa. Entrega-a depois pessoalmente, e não se esqueça a intenção é que conta.

Já passaram 3 meses, e o amor continua no topo – Se as coisas tiverem a mover-se rapidamente: encontram-se pelo menos 3 vezes por semana, já conhece os pais dela e foi apresentado(a) como namorado(a), então poderei afirmar que está na categoria certa para oferecer prendas. Se ainda está numa de ir devagar: e ainda não disse a famosa expressão, ou fez o pedido, então leva as coisas de modo mais lento. Não aproveite a oportunidade de dizer que a ama, ou o ama, por um cartão, é bem melhor dizer pessoalmente para poder ver qual a reacção dessa mesma pessoa.

Já estamos juntos à algum tempo, mas as coisas não correm muito bem – É melhor tentar ter uma conversa com a pessoa antes dos dias que se aproximam. Tire o peso que tem no seu peito, as coisas que lhe estão a impedir de atingir a felicidade e talvez as coisas melhorem. Espera para ver as conclusões que tira disso, se der em nada, não existe melhor do que seguir em frente. Se é você o problema, deve perguntar-se porque. Se não conseguir resolver as coisas até ao dia de São Valentim, pense em mandar-lhe apenas um cartão que diga “Bom dia de São Valentim”.

Estou sozinho tal como o ano passado – “Há uns anos, estava em Paris coberto de flores, este ano estou enfiado num comboio ao lado de uma mulher que tenta segurar o seu grande balão em forma de coração e ainda não te dar na cara com o seu grande ramo de rosas. Chego a casa e não está nem uma carta no correio e aí penso, podiam as coisas ainda ser piores?”

Na verdade sim, podem mesmo piorar. Se se está sozinho tem de existir uma razão –  a pessoa com quem estava não era certa para si, ou o contrário. Tem de ser igual para os dois lados. Você está a guardar dinheiro, que poderia gastar em prendas e jantares fora, ou então não quer preencher a sua agenda durante todo o ano com a mesma pessoa e pretende ir conhecendo pessoas novas. Pense no número de pessoas que também estão sozinhas neste dia, porque não sai de casa e tenta conhecer alguém?

Estas são as nossas dicas para sobreviver ao dia dos namorados e como tornar este dia em algo especial e não apenas em mais um dia do ano. Aproveite e seja feliz.

Gostou do artigo?
Gostavamos de ter o seu apoio no Patreon. Saiba mais clicando AQUI.

1
Deixe um comentário

avatar
0 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
0 Comment authors
Recent comment authors

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

newest oldest most voted