Dúvidas comuns no divórcio

O divórcio é uma situação que parece difícil de ultrapassar e pela qual cada vez mais pessoas passam. Algumas afirmam que ficam com traumas ou não conseguem passar este pesadelo. Contudo, o divórcio pode doer menos do que imagina. Existem também várias dúvidas comuns no divórcio, dúvidas que hoje queremos deixar esclarecidas para todas as pessoas que precisem destas informações e para vos ajudar neste processo complicado.

Dúvidas comuns no divórcio

Diferença entre um divórcio e uma separação

O divórcio é o ato deliberado que termina com um casamento, proporcionando aos intervenientes a possibilidade de um novo matrimónio. Quando esta situação acontece, ninguém tem mais que passar pelo período de separação. A separação é o momento em que o casal se separa e que ainda tem ideias de voltar a retomar o relacionamento futuramente. Desta forma, o matrimónio poderá ser restabelecido. Quanto e quantos se divorciam e voltam a casar-se com a mesma pessoa. Portanto, pense bem antes de agir.

Custo do divórcio

Normalmente, um divórcio envolve um advogado e o seu custo depende do património do casal. E, quanto mais bens estiverem envolvidos, maior será as despesas do divórcio. Por isso o preço poderá variar bastante, sendo complicado dizer um valor certo ou aproximado.

Tempo esperado para obter o divórcio

Todos os divórcios são um caso diferente, logo o tempo esperado para obter o divórcio também varia. Se o casal não tiver bens em disputa, obter o divórcio é rápido, podendo até acontecer no próprio dia. Mas, quando existe disputa de bens ou filhos menores de 18 anos, então o processo de divórcio poderá arrastar-se durante anos e anos.

Sobrenome do cônjuge

Quando uma mulher se casa, normalmente fica com o sobrenome do marido. Após um divórcio, esse nome deixa de ter sentido para algumas e noutros casos a sua perda poderá originar prejuízos a nível profissional. No entanto, a sua remoção poderá ser solicitada no ato do divórcio.

Dívidas durante o casamento

As dívidas contraídas durante um relacionamento são sempre complicadas de gerir. Mas se não houver um consenso, então os intervenientes deverão pagar os dois a sua parte.

Problema: assinar papéis do divórcio de modo amigável

Nem sempre os divórcios correm bem, mas também ninguém pode impedir o outro de terminar um relacionamento. Para estes casos, quando um dos intervenientes não concorda com o divórcio, o processo irá ser decidido por um juiz. Contudo, tenha consciência que são processos muito demorados e dispendiosos.

Filhos: Pensão de alimentação

O valor da pensão de alimentação para os filhos do casal é definido por um juiz. Este valor depende das condições que possui aquele que pagará e também daquele que receberá. Mas, a principal ideia é que nunca falte o sustento mínimo aos seus filhos, sendo cada caso um caso.