Dicas para evitar a depressão pós-parto

Após o nascimento do bebé é normal que sinta a mudança na sua rotina e que essas transformações se reflitam no seu estado de humor, contudo é importante analisar essas alterações e perceber se está numa situação de depressão pós-parto ou não. As alterações de humor e a ansiedade são normais contudo devem passar algumas semanas após o parto.

A depressão pós-parto dura meses e deve ser acompanhada por especialistas, sendo que os sintomas mais comuns são o vazio que se sente, a tristeza e a falta de ligação entre a mãe e o bebé. Para evitar a depressão pós-parto reunimos algumas dicas prestadas por unidades hospitalares e médicos especialistas que poderão ajudar para evitar que entre neste ciclo negativo.

Como evitar a depressão pós-parto?

  • Rodeie-se de quem mais gosta

É importante nesta fase da sua vida que não se isole e que se rodeia das pessoas que mais gosta. Esta dica não significa que tenha que estar constantemente acompanhada. Significa sim que deve manter as pessoas mais próximas junto a si neste momento e que deve aproveitar a ajuda e o apoio dessas pessoas. De notar que é muito importante que tenha também tempo a sós com o seu pequeno, contudo a presença dos seus ente-queridos é muito importante para a sua estabilidade emocional.

  • Afaste-se de ideias perfecionistas e comparações

Esta é uma das principais causas da depressão pós-parto e é por aqui que deve começar: Evite idealizar a maternidade e comparar-se a outras mães. Esta é uma vivência que só sabe quem está dentro do assunto e cada maternidade é diferente, cada pessoa é diferente e pode encarar a situação de um jeito completamente oposto ao seu. Nenhuma maternidade invalida a outra, todas são válidas e por isso mesmo deve evitar comparações que poderão fazer com que se sinta ainda pior. Evite também ideias perfecionistas pois neste fase é tudo o que não irá acontecer, o que poderá levar à frustração e aumentar a sua ansiedade em relação ao seu desempenho como mãe.

  • Atividade física e Alimentação

Estes dois fatores são mais importantes do que parece e não servem apenas para fins estéticos. A atividade física liberta hormonas para o seu cérebro que a farão sentir-se melhor consigo e com o seu corpo. Já a boa alimentação ajuda não só a manter-se em forma mas a sentir-se mais feliz e com mais energia. Evite também estar em jejum por mais de 3 horas e exclua por completo bebidas alcoólicas.

Relativamente à atividade física, é de saber que esta pode incluir ou não o bebé. Comece por um simples passeio no parque ou exercícios caseiros. Existem também alternativas que passam pela meditação, yoga ou outras técnicas de relaxamento.

  • Não se deixe dominar pela ansiedade

Pode parecer das dicas mais difíceis pois nem sempre é fácil dominar a ansiedade contudo existem algumas técnicas que pode usar para tentar amenizar os efeitos deste transtorno. Comece por fazer o que mais gosta e costumava fazer antes da chegada do novo elemento da família. Utilize também técnicas de relaxamento e saia. Sair de casa pode ser das experiências mais libertadoras do pós-parto. Seja acompanhada com o bebé ou sozinha, não deixe de fazer totalmente o que fazia antes do parto.

  • Desabafe e chore

É extremamente importante que não guarde as angustias para si e que desabafe com quem lhe é mais próximo. Chore o que for necessário e saiba que é normal sentir desespero nesta fase em que ainda está a aprender a lidar com toda a situação. O mais importante é não guardar tudo para si de forma a evitar que acumule uma bola de neve de maus sentimentos, que só lhe trarão infelicidade.

  • Informe-se sobre outros casos

É importante ler e falar com outras pessoas, especialmente mães, sobre a depressão pós-parto. É algo que devemos começar a normalizar e tratar logo aos primeiros sinais para que possa ver o crescimento do seu filho livre de maus sentimentos e para que aproveite ao máximo esta linda fase da sua vida. Existem fóruns e sites onde pode procurar informação sobre a depressão pós-parto. Fale também com outras mãe que conhece e sobre as suas experiências.

  • Lembre-se de si

Por último e não menos importante, nunca se esqueça de si após a chegada do seu filho. Apesar do bebé ser sem dúvida a prioridade reserve sempre algum tempo, por mais curto que seja, para si e para as suas coisas. Fazer coisas à parte do bebé é uma mais valia para a sua saúde mental.

Estas são apenas algumas dicas para evitar a depressão pós-parto e fazer com que esta seja mais uma das melhores fases da sua vida. Caso se identifique com alguns destes sintomas não deixe de consultar um especialista para que possa avaliar o seu caso e para que tome as medidas necessárias para ultrapassar esta fase da sua vida.

guest

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments