Você tem uma relação parasita?

Uma relação parasita é onde uma parte do casal é ajudada, neste caso a parasita, através da dor de outro parceiro, o hospedeiro. A relação parasita tem de ser distinguida das outras duas formas de relação simbiótica que são: o mutualismo onde ambas as partes da relação retiram benefícios e comensal, onde um dos parceiros beneficia, mas sem afetar o outro parceiro. Este tipo de amor ou relação pode trazer graves consequências para o hospedeiro se não forem tomadas medidas.  Chega a ser pior este tipo de relação parasita do que quando o amor se torna obsessão.

Numa relação dita normal, cada um dos integrantes da relação deve procurar dar mais e receber menos e não viver às custas de ninguém. O amor deve ser mútuo de forma a que seja criado um equilíbrio e bem estar na relação.

relação parasita

Como identificar se tem uma relação parasita

Identifique o tipo de relação – Para descobrir se está numa relação parasita primeiro é necessário identificar o tipo de relação em que se encontra. Identifique a pessoa e o tipo de pessoa que esta é e com quem tem uma relação amorosa;

Determine os benefícios, se teve algum, que retira da sua relação – Por exemplo: Está a receber amor?; Está a guardar mais dinheiro?; Está a viver com melhor saúde psicológica?; Está a encontrar comida de forma mais fácil?; Tem uma casa de forma mais fácil?; Tem facilidade em ir ao supermercado?; Deve fazer uma lista semelhante a esta com coisas que sejam importantes para si;

Determine os problemas que surgiram, se existir alguém, na sua relação – Por exemplo: Está magoada emocionalmente?; Está a perder dinheiro?; Está pior de saúde?; Sente-se mais triste ou desmotivada?; Novamente deve fazer uma lista com os problemas que possa ter na sua relação;

Compare as duas listas que fez de benefícios e problemas – Para isso poderá fazer algumas coisas como por exemplo: Faça uma escala por exemplo de 0 a 5 de importância para cada ponto e outra de 1 a 10 onde se sente mais afetada. Faça isto para ambas as listas. Agora compare as duas listas para ver qual tem maior pontuação. Se a lista de benefícios tiver uma pontuação maior é porque está a tirar algo de positivo da sua relação, mas se for ao contrário é algo alarmante.

Tente fazer a mesma lista para o seu parceiro – Embora seja mais complicado, tente fazer a mesma lista para a pessoa com que está, com os benefícios e com os problemas;

Faça o mesmo balanço para compreender se o seu parceiro está a beneficiar ou a sofrer com a relação em que está inserido;

Interprete os resultados da seguinte forma – Se ambos estiverem a beneficiar da relação, então não se encontram numa relação parasita mas sim mutualista; Se você estiver a beneficiar e o seu parceiro não, então encontra-se numa relação parasita, você é a parasita e o seu parceiro o hospedeiro; Se você estiver a sofrer e o seu parceiro a beneficiar temos o caso contrário. Se ambos estiverem a ser prejudicados, então não se encontram numa relação parasita, mas sim numa relação destrutiva e muitas devem ser as razões para acabar o namoro;

Tenha uma conversa genuína com o seu parceiro – Uma das grandes causas para o fim do namoro é sem dúvida a falta de comunicação do casal. Tenham uma conversa aberta sobre os problemas que podem existir na vossa relação, porque só se falarem é que poderão ter conhecimento destes e procurar soluções para os resolver;

Se estiver numa relação parasita – Depois de falar com o seu parceiro, resolve qualquer mal entendido, saiba perdoar e discuta formas de melhorar a vossa relação. Procura ajuda se precisar e apoie a outra pessoa se esta decidir procurar ajuda. Se a relação não funcionar e ocorrer o fim da relação encontre uma forma pacifica de continuar a sua vida;

Ninguém deve ser obrigado a viver uma relação parasita de onde não tenha qualquer prazer ou benefício. Deve depois destas dicas conseguir identificar este tipo de relação e ganhar coragem e força para dizer não de uma vez por todas. Por vezes é importante saber quando terminar um relacionamento, leia sobre isso num site amigo nosso o Sobre Relacionamento.

Deixe um comentário

3 Comentários em "Você tem uma relação parasita?"

avatar
newest oldest most voted
Marta Sousa Freitas
Visitante

eh pá essa da lista resultou no fim de uma relação… para além de não fazer nada em casa, as despesas (contas, supermercado, roupa e coisas para o filho) eram só cobertas por mim. Nunca me pus a jeito para ser parasita, mas também odeio alimentar um

marisa
Visitante

Hmmm…….vou la , interesante ,quero saber mais ….

Alan Ribeiro
Visitante

Agradeço a citação do blog sobre relacionamento e obrigado por olhar os blogs the mesma área como amigos e não como concorrentes! Um grande abraço!