Informações sobre a pílula

No nosso último artigo falamos sobre os métodos contracetivos em geral dando-lhe algumas informações. Hoje no nosso artigo falamos em particular sobre a pílula. A pílula, aquele comprimido mágico que muitas mulheres tomam dia após dia, como método de contraceção.

pílula

Informações sobre a pílula

O que é a pílula? – A pílula, fármaco existente desde 1955, é um método contracetivo que, através da sua toma diária impede a mulher de engravidar tendo uma vida sexual activa. Estes comprimidos são compostos por estrogénio e progesterona – hormonas sintéticas, parecidas com as que a mulher produz nos ovários. Estas hormonas têm como missão parar a produção hormonal no seu estado regular, impossibilitando a libertação mensal do óvulo (ovulação). Assim, sem a existência de óvulo não ocorre o processo da fecundação. Existem dois tipos de pílula, as pílulas de tipo combinado _ COC, compostas por estrogéneo e progestagéneo; e as pílulas POC, constituídos unicamente por progestagéneo.

Tomar a pílula – A pílula é tomada diariamente, de preferência no mesmo período horário. Cada embalagem contém 21 comprimidos, assinalados por dias, que duram para 21 dias seguidos. Seguem-se 7 dias de descanso, onde ocorre a menstruação, e apesar de a mulher não estar a tomar nada não há risco de gravidez. Passadas as 4 semanas, todo o processo se inicia novamente: o começo de uma nova embalagem que dura 3 semanas, para se seguir a semana da menstruação.

Esquecer-se de tomar a pílula – A pílula tem de ser tomada, obrigatoriamente, todos os dias mas por vezes acontecem esquecimentos. Assim que se recordar que ainda não tomou a pílula, faça-o de imediato desde que não tenham passado mais de 24 horas.

Se passaram mais de 24 horas da hora habitual em que toma a pílula, a segurança da pílula está comprometida. Não tome esse comprimido, mas continue com os outros nos dias seguintes. Nestas situações é aconselhável utilizar outro método contracetivo em simultâneo, como o preservativo, pelo menos nos próximos 7 dias. Se o esquecimento exceder mais de dois comprimidos o melhor é parar a toma daquela embalagem e utilizar outra contraceção até ao dia de chegar a menstruação. Nesse mesmo dia, comece então uma embalagem nova de modo a regular a situação.

Vómitos ou Diarreia? – Episódios de vómitos ou diarreia podem expelir a pílula tomada, perdendo assim o seu efeito contracetivo. Se teve algum destes sintomas mas já passaram mais de 3 horas desde que tomou a pílula não há qualquer tipo de problema, ela já está assegurada no organismo Se ainda não passou esse tempo, basta tomar outro comprimido (de preferência de uma outra embalagem suplente para não haver hipótese de confusão nos dias), e continuar nos dias seguintes com o processo habitual.

Spottings – Durante os primeiros meses da tomada da pílula é normal ocorrerem pequenas hemorragias, fora da semana da menstruação. São normais e não são motivo de alarme, o importante é não parar a embalagem até que esta termine.

Estas são algumas informações úteis sobre a pílula.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

avatar