Como ser “você” sem perder o “nós”

Cada um de nós deve ter orgulho daquilo que é da nossa personalidade, porque é isso mesmo que nos define. Quando inicia uma relação por vezes, essa mesma personalidade pode se perder ou ficar um pouco apagada e ao longo do tempo começa a sentir-se menos, isto é, a ser menos você. O que tem de perceber é que é possível ter uma relação e mesmo assim preservar a sua individualidade. Não queira ser uma namorada pegajosa ou viver uma relação obsessiva. O que vos vou dar hoje são algumas dicas simples para preservar a sua individualidade e mesmo assim ter uma relação saudável. Pode ler também o nosso artigo – Mantenha a sua individualidade numa relação a dois.

individualidade numa relação a dois

Reconheça as suas diferenças

Reconheça quais são as suas diferenças e não veja as mesmas como algo que os separa na relação. Reconheça-as como formas de expandir aquilo que você é e como marcas da sua personalidade. Por exemplo vamos imaginar que ele gosta de rock e você gosta de pop. Devem usar isso para aprender um com o outro, ele poderá mostrar-lhe mais sobre o estilo de música dele e dizer-lhe porque gosta deste, enquanto que você pode fazer o mesmo e assim estarão a partilhar conhecimentos e interesses, sem nenhum se submeter ao outro. Isto aplica-se a tudo, não vejam as diferenças como algo mau, mas sim como uma forma de aprender.

Encontrem um terreno comum

Concentre-se em compartilhar os seus pensamentos com ele e ele consigo. A comunicação é a chave de tudo numa relação, sem comunicação a relação não funciona porque não existe troca de ideias e nenhum dos dois poderá saber o que o outro está a pensar. Torna-se quase como uma relação muda. Para tudo numa relação existe um ponto comum só precisam é de o encontrar. Oiça as ideias dele e faça com que ele oiça as suas e depois disso cheguem a um entendimento.

Procure compreender as coisas

A compreensão é também fundamental numa relação. Procure sempre compreender o outro em vez de ficar no silêncio ou partir para uma ideia sua. Aprenda a ouvir o que os outros têm para dizer, mas saiba igualmente defender as suas ideias. Quando compreende as outras pessoas estará a lutar por uma relação respeitosa. Para além disso você não tem necessariamente de concordar com algo para o compreender. São pontos de vista, você tem o seu tal e qual como as outras pessoas. Não faça a outra pessoa sentir-se “menos que você” pelas opiniões que tem, tente compreender porque razão este as defende. Depreciação não tem nada a ver com o amor.

Respeite os desejos dos outros

Todos temos desejos, o importante é saber respeitar os desejos dos outros, assim como esperamos que os outros respeitem os nossos. Por vezes respeitar os desejos dos outros pode ser um desafio, porque todos temos desejos diferentes e alguns mais complicados de concretizar. Não tenha medo de expressar os seus sentimentos e desejos com a pessoa que ama. É preferível dizer o que sente do que viver calada e triste por não partilhar os seus desejos. Pense positivo, quem sabe os seus desejos não sejam semelhantes aos desejos dele? Quem sabe não possam ajudar-se a concretizar os objetivos? Pense nisso.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

avatar