Sair do armário – Dicas e Conselhos

4

Seja por medo da rejeição ou por vergonha, confessar a homossexualidade continua a ser uma etapa dificil e delicada para uma grande maioria dos homossexuais. Com o nosso artigo de hoje pretendemos esclarecer um pouco sobre o tema “sair do armário”, quais as reações, como contar e como explicar esse aspeto da vida de todos os homossexuais. Para saber não só como sair do armário de forma saudável e sem problemas mas também quais as reações e adversidades veja o nosso artigo, siga as nossas dicas e prepare-se para sair do armário da melhor forma.

sair do armário

Qual a reação dos pais perante a confissão da homossexualidade de um filho?

Segundo psicólogos existem várias razões que explicam porque para os pais é dificil a percepção de que têm um filho homossexual. Em primeiro lugar para muita gente hoje em dia a homossexualiudade ainda é uma tara, um desvio e os pais não desejam isso para os seus filhos quando as suas mentalidades estão dentro dessa “zona de preconceito”. Para essas mentalidades a homossexualidade ainda é vista como um problema para a sociedade, como se fosse fruto de uma má edicação. Esta revelação faz com que os pais se questionem a si mesmos sobre a educação que deram ao seu filho.

Outra reação é ignorar a confissão e continuar a assumir os filhos como heterossexuais, evitando falar dos temas relacionados com a homossexualidade, chegando até á negação desse facto, afirmando que se trata apenas de uma confusão ou de loucura por parte do seu filho, não levando de todo a sério a confissão.

sair do armário

Apesar das reações adversas à confissão de homossexualidade existem também pais que lidam bem com o assunto, de forma descomplexada, aceitando e apoiando os seus filhos incondicionalmente. Existem também casos onde apenas um dos parentes aceita a situação, onde acaba por haver um conflito que é apaziguado com o apoio do familiar. O preconceito pode ser lidado de diferentes formas e para tal existem diversas maneiras de agir na hora de “sair do armário”.

Qual a reação dos amigos perante a confissão da homossexualidade?

A reação dos amigos pode também variar consoante a mentalidade de cada pessoa. .Todas as pessoas possuem mentalidades diferente e como poderá ter amigos que respeitam a homossexualidade poderá também ter amigos homofóbicos. Contudo defendemos a máxima de que os amigos apoiam os seus amigos independentemente da situação que possa ocorrer. Quando decidir contar aos seus amigos que é homossexual escolha uma hora e local propício para tal, num ambiente descontraído e livre. Não se pressione nem escolha um momento exato, deverá dizê-lo apenas quando se sentir preparado e com coragem para tal.

Dê tempo aos seus amigos para pensarem após a confissão pois, especialmente se não estiverem á espera, poderão ficar sem reação ou não reagir da melhor forma. Conte naturalmente e dê tempo para os seus amigos refletirem e perceberem o que se passa. Não é nada grave, apenas é uma novidade que não interferirá na amizade de ambos.

Qual a reação perante a confissão da homossexualidade no trabalho?

Na hora de contar a sua orientação sexual no trabalho, deve ter em conta vários aspetos que podem comprometer até as suas funções. Infelizmente muitas entidades ainda descriminam os seus funcionários pela sua orientação sexual. Contudo não é por esse motivo que deve deixar de expressar o que sente, se achar conveniente. Escolha o momento certo e avalie todo o processo, pensando a quem deve contar e quais os efeitos que a confissão possa causar. Não se feche, a homossexualidade é reconhecida em Portugal e existem direitos contra a discriminação portanto não hesite em revelar a sua orientação sexual.

A preparação psicológica

Na hora de “sair do armário” terá que efetuar uma preparação psicológica de modo a que tudo corra bem. Saiba então o que fazer para preparar-se psicologicamente para a hora “H”:

Livre-se do nervosismo – Controle o nervosismo na hora de desabafar sobre a sua sexualidade de modo a obter uma conversa mais natural e espontânea.

Experimente treinar – Treine, pense em como vai falar, as palavras são ouro e quando ditas de forma errada podem prejudicar toda a conversa

Fale com outras pessoas que já “saíram do armário” – Experimente falar com outras pessoas que já passaram pelo menos e veja como foi para eles. É certo que as pessoas são todas diferentes mas ao falar sobre outras experiências ganhará força.

Escolha o momento certo – O momento certo também influencia o modo como a conversa decorrerá. Escolha o momento certo para que tudo corra bem.

Sair do armário não é um “bicho de sete cabeças”, basta preparar-se e encontrar o momento certo, sem planos e esquemas propositados. Diga o que pensa e o que é sem preconceitos e sem medo de sofrer represálias. Verá que depois de desabafar sentir-se-á melhor consigo mesmo e com os que o rodeiam.

Deixe um comentário

4 Comentários em "Sair do armário – Dicas e Conselhos"

avatar
Sort by:   newest | oldest | most voted
Eusébio Custódio
Admin

Olá amiga. Sem dúvida que essa nossa secção está muito pobre. Temos mesmo de trabalhar nisso! Fico muito contente que goste nos nossos artigos e o seu pedido irá ser satisfeito 🙂

LoveLove
Visitante

O artigo está interessante. Gosto bastante do site. Deixo a seguinte sugestão: coloquem, por favor, mais artigos referentes aos LGBT, como fazem para as relações heterossexuais, seria muito interessante. Obrigado 🙂

ss
Visitante

É muito bom assumir a homossexualidade e a hora certa de sair do armário traz alegria!

Tânia Robalinho
Visitante

sejam felizes 🙂

wpDiscuz