Como lidar com a rebeldia dos adolescentes

Todos nós passamos pela fase da adolescência e, portanto sabemos o quanto é difícil lidar com adolescentes. A adolescência compreende os jovens com idades entre os 12 aos 18 anos. E, nessa época, os adolescentes têm bastantes coisas para se preocuparem como a escola, o desporto que praticam, as roupas (têm que estar sempre na moda), os grupos que fazem parte, entre outros. A escola é talvez a maior das preocupações deles, uma vez que de ano para ano as exigências vão aumentando e é necessário adaptarem-se ao estilo dos vários professores. Nalguns casos, isso influencia tanto que os adolescentes começam a baixar as suas notas. As maiores queixas dos pais dos adolescentes são a preguiça para estudar e fazerem os trabalhos de casa, não se importarem que o quarto estejam numa autêntica bagunça, perderem coisas a toda a hora, não comunicarem com os pais e subestimarem o tempo que levam a realizar determinada tarefa. No entanto, como pai e educador poderá ajudá-lo. Assim, aprenda connosco a lidar com a rebeldia dos adolescentes.

lidar com a rebeldia dos adolescentes

Saiba os horários dos seus filhos

Para os seus filhos não terem desculpas que estão a baixar as notas por causa de não terem tempo para nada, então confira o horário escolar e o horário das atividades deles. Proponha estratégias de organização e evite criticá-los. Ajude-o a ter tempo livre e a conseguir desfrutar da vida, sem nunca se esquecerem dos seus deveres. Uma forma engraçada de fazer isso é elaborar uma lista de tarefas e indicar o tempo previsto para realizar cada tarefa. Mesmo assim, não se esqueça de lembrá-lo diariamente do que ele tem que fazer naquele dia.

Privacidade

Na fase da adolescência é perfeitamente normal que o seu filho prefira ficar no quarto a falar na Internet com os amigos ou a ver televisão do que sair com a família. Neste período, eles gostam de estar sozinhos e desejarem a independência, portanto tente procurar um meio-termo para conseguir que ele saia consigo. No entanto, respeite sempre a privacidade dele e nunca deixe de o convidar para passear com a família. Por sua vez, para tentar comunicar com ele poderá criar um lugar em que todos se possam reunir de vez em quando, nem que seja para verem um jogo de futebol ou um programa que gostem de ver.

Apoio naquilo que ele gosta

O seu filho tem alguma atividade na internet? A sua filha está no grupo de poesia? Apoie os seus filhos nas suas atividades, porque são essas mesmas atividades que os definem e é sempre bom ver um filho nosso a lutar por aquilo que gosta e a aplicar-se nisso mesmo. É bom que os seus filhos se apliquem em algo e sobretudo no que gostam. Estar do lado deles nisso mesmo só lhes trará motivação.

Lembre-se que já passou pela mesma fase

Lembre-se que já teve a idade dele e que provavelmente já passou pelas mesmas crises que ele pode estar a passar. Lembre-se porque razão fazia o que fazia e tente assim compreender melhor os seus filhos. Todos os jovens precisam de se libertar, de experimentar coisas, de viver a vida e é com isso que aprendem e começam a tomar as suas próprias atitudes. Saiba moderar isso mesmo, mas também não tenha uma atitude demasiado controladora.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

avatar