Sentimento Calmo - O seu portal de amor e relacionamentos



O mundo contempla três etapas temporais que de certa forma e em grande parte nos condicionam, são elas: o passado, o presente e o futuro. Quando falamos em relações amorosas este espaço temporal tanto pode desvanecer-se e ser insignificante, como pode ter um peso enorme no que vivemos e construímos para o nosso futuro. Cada cabeça seu mundo e cada coração seu sentimento. Somos pessoas diferentes por interpretarmos de forma diferente os diferentes acontecimentos. No que toca a amor, todas as nossas vivências, boas ou más irão ter um determinado efeito, que será diferente para cada uma das pessoas. Já aqui partilhei com vocês as coisas que aprendi com as ex namoradas, e a ideia principal é usar esses mesmos conhecimentos nas relações futuras e na altura de apostar numa nova relação. É importante esquecer o passado e investir no futuro. O artigo de hoje surge como resposta à pergunta:

esquecer o passado

As relações amorosas, experiências e no fundo todo o nosso passado amoroso, condiciona o presente e consequentemente o futuro e o modo como encaramos as nossas relações?

A minha resposta é que sim, condiciona e bastante. Imaginemos que no passado sempre tivemos boas relações, acompanhadas de uma boa dose de carinho, respeito e a devida dose de amor. A razão porque acabaram podem ter sido várias, mas suponhamos que tudo se processou da melhor forma. Perante esta situação:

  • A pessoa vai estar bastante preparada para encarar uma nova relação, porque no passado embora não tenham sido relações que tivessem dado certo, porque se tivessem dado ainda hoje existiam, mas boas relações, não existe o grande medo. Se todas as relações passadas foram boas relações, a pessoa provavelmente esperará o mesmo da nova relação e irá entrar nela sem medo, porque na verdade nunca o sentiu na pele, pior se sentiu magoada por ele.

Debrucemos-nos agora sobre a situação inversa. Uma pessoa que sempre tenha tido más relações, seja por maus tratos, carência de carinho, enganos e traições. Perante esta situação:

  • A pessoa mediante o seu passado vai viver num constante medo do presente e sobretudo de como será o seu futuro. Muita gente afirma que passado é passado e passou. É completamente verdade o que dizem, mas esquecem-se que tudo o que são no presente é resultado do que viveram no passado, e no amor não é diferente. Sempre me inseri no tipo de pessoas que tem em conta o passado, porque me enquadro nesta situação e não tenho vergonha de o admitir.

As pessoas nesta situação tendem a olhar para o actual parceiro com uma memória do passado. São geralmente pessoas mais preocupadas, que tendem a pensar coisas erradas em situações simples que estes tornam mais complicadas. Derivado das traições, as pessoas que já foram traídas tendem a ser mais desconfiadas e ciumentas, por terem medo que a história se repita. Por outro lado este tipo de pessoa costuma ser atencioso, preocupado, amoroso, romântico, enfim com uma boa data de atributos. Mas são também pessoas fracas no que toca a sentimentos, pelo facto de darem tudo à cara metade e por veres não serem capazes de pedir algo em troca e conformarem-se com o que têm.

Nem tudo é mau. Estas pessoas tendem a melhorar as suas qualidades em cada relação falhada, porque procuram corrigir os seus erros, mesmo que não existam e caminhar no caminho da perfeição como parte integrante de um casal. Na maioria dos casos estas pessoas precisam de uma doce maior de carinho para combater a carência das relações passadas, um pouco mais de atenção e sobretudo uma boa dose de confiança.

E em termos de futuro poderão estes medos desaparecer e de uma vez por todas apagar-se o passado?

Não acredito no desaparecimento total, ou esquecimento. Se a pessoa com quem estamos for diferente e provar que é diferentes do que tivemos nas relações passadas, más relações neste caso, é provável que possam existir mudanças. Se a pessoa não se preocupar em mostrar que é diferente o mais provável é vivermos uma relação de medo durante muito tempo. Para que o nosso futuro seja diferente é importante que o seu parceiro ou parceira saiba como foi o seu passado para poder mudar isso no presente e dar-lhe tanto a si como à relação um bom futuro.

É importante nunca esquecerem que numa relação verdadeira em que efectivamente existe amor, são duas pessoas a lutar pelo mesmo objectivo e não apenas uma. Não estarão sozinhos nas vossas preocupações, irão partilhar medos semelhantes. Cabe assim ao casal superar esses medos em conjunto e lutar para o bem da relação.

24 anos, licenciado em jornalismo e interessado no mundo online. Não se considera um webmaster mas sim um blogger, interessado na temática do amor e relacionamentos que explora desde 2008. Interessado em contribuir para uma blogosfera melhor.
comments powered by Disqus
Tema WordPress exclusivo por Sybo (C) 2008 - 2014 Sentimento Calmo | Todos os Direitos reservados