50 formas de perder o amor da sua vida

Porque o amor da sua vida é demasiado importante para ser perdido sem mais nem menos.

Hoooo amor da nossa vida. O grande amor. O amor perfeito. Todos procuramos um amor assim, não é mesmo? Todos nós procuramos aquele amor que será o amor para toda a vida, um amor tão perfeito que ninguém consegue desfazer. Será tanto assim? Seguramente que se fizer asneira com essa pessoa estará perto de perder o amor da sua vida, como tal, é de bom senso dar uma olhada nas dicas que lhe trago hoje, para que isso não aconteça nunca.

perder o amor da sua vida

Perder o amor da sua vida? Nunca com estas dicas!

1 – Não percebendo que cada pessoa é como cada qual e dessa forma é normal que possuam opiniões e formas de ver a vida diferentes da sua. Aprenda a respeitar.

2 – Se não se lembrar de datas importantes que envolvam a pessoa. Ano de namoro, dia de anos e por aí adiante. Se é daquelas pessoas esquecidas como eu: APONTE!

3 – Não mostrando à outra pessoa o quanto a ama, seja através de gestos, ações ou até palavras. Lembre-se que no dia a seguir pode ser tarde demais. Mostre hoje mesmo os seus sentimentos.

4 – Esquecendo que o amor precisa ser “tratado” todos os dias. Não basta conquistar a pessoa com todas as suas armas e depois esquecer que ainda existe muito “trabalho” a ser feito.

5 – Traindo a outra pessoa. Esta não necessita de explicação. Quem ama não traí.

6 – Descurando a comunicação no relacionamento. Qualquer relação que não tenha como base a comunicação é algo condenado ao insucesso.

7  Para além de falar é importante que também saiba ouvir. Todas as pessoas gostam de ser ouvidas e compreendidas. Ninguém gosta de falar com uma parede. Saiba ouvir a sua cara metade.

8 – Sendo uma pessoa fria e nada romântica. O amor precisa de magia! O amor tem de ter aquela mística. Nem que sejam gestos simples já é importante.

9 – Os problemas são para resolver na hora, conversando. Não deixe problemas e ressentimentos para o dia seguinte. Resolva as coisas quando têm de ser resolvidas.

10 – Você deve fazer coisas que façam que a outra pessoa se sinta especial e amada, se não o faz, ela poderá procurar outra pessoa que sim.

11 – Não confiando na outra pessoa e tendo ciúmes em demasia. Tudo tem um limite, os seus ciúmes também!

12 – Não passando tempo suficiente com ela. O tempo que passam juntos é importante! Aproveite-o.

13 – Não a apresentando para os amigos.

14 – Passando mais tempo com os amigos do que com essa pessoa.

15 – Flertando com outras raparigas e tentando sempre ser o centro da atenção junto delas.

16 – Não cedendo em nada no relacionamento. Todos nós temos coisas que gostamos e outras que nem tanto. Aprenda a fazer cedências pela outra pessoa que a mesma fará por si.

17 – Não tratando a outra pessoa como quer ser tratado.

18 – Não fazendo surpresas e não dando prendas de vez em quando.

19 – Se não for capaz de ser uma pessoa divertida e aventureira que saiba quebrar a rotina complicada do dia a dia.

20 – Se a outra pessoa for mulher você irá perde-la se não a compreender durante a TPM, se for homem você irá perdê-lo se não compreender as suas paixões, futebol, carros, etc.

21 – Se você viver preso ao passado e comparar a pessoa com quem está, com pessoas que você já teve e perdeu na sua vida.

22 – Fazendo promessas que sabe que não pode cumprir.

23 – Se não conseguir imaginar como será a sua vida com essa pessoa passados uns anos, por mais vaga que seja a imagem.

24 – Não apreciando as coisas simples da vida e do relacionamento e exigindo demais da outra pessoa.

25 – Não a ajudando nas tarefas e lutas do dia a dia. Numa vida a dois pressupõe-se que exista ajuda de ambas as partes.

26 – Não investindo na sua auto estima e na da sua cara metade. Viver com uma pessoa que tem baixa auto-estima poderá ser um grande problema. Se a pessoa não se sentir bem consigo própria, dificilmente se sentirá bem com os outros. (Como melhorar baixa auto-estima).

27 – Caindo na monotonia e conformando-se com o estado do relacionamento. Se uma das pessoas tiver o relacionamento como certo e não fizer nada para o “alimentar”, a relação pode perder a sua magia a cada dia e acabar por essa razão.

28 – Abusando na pressão que faz à outra pessoa. Todos nós precisamos de espaço. É fantástico passar tempo com a pessoa que amamos, mas lembre-se que tudo na vida requer um meio termo. Não a sufoque! (Porque os homens gostam de ter espaço na relação).

29 – Machucando a pessoa de qualquer forma, seja esta física ou psicológica. Os abusos num relacionamento são punidos por lei e ninguém deve ficar num relacionamento abusivo e tóxico.

30 – Se estiver sempre a discutir em relação ao dinheiro, se não souberem gerir as vossas finanças e por aí adiante, poderá ter problemas maiores! São vários os casais que discutem pelo simples facto de não gerirem de forma sincera o dinheiro.

31 – Se não quer saber e descobrir mais sobre a outra pessoa. Quanto mais souber e partilhar com a outra pessoa mais completo será o seu relacionamento.

32 – Não percebendo que o relacionamento têm três fases: a projeção, a desilusão e a luta. No início da relação nós projetamos a pessoa perfeita, com o passar do tempo descobrimos como a pessoa é e no final, se a relação ainda estiver de pé, temos de lutar para a manter viva.

33 – Ser atacado pela realidade de viver com uma pessoa para o resto da sua vida, pode ser uma visão complicada para algumas pessoas. Se você ou a sua cara metade não conseguirem imaginar isso, provavelmente o vosso relacionamento não vai a lado nenhum.

34 – Tendo objetivos contrários aos do seu parceiro para a sua vida.

35 – Criando histórias de amor que não correspondem à realidade e desiludindo-se na vida real.

36 – Não respeitando a sua cara metade das mais variadas formas e não estando presente quando esta mais precisa.

37 – Não satisfazendo a outra pessoa na intimidade ou não havendo sequer grande intimidade. As pessoas dizem que o relacionamento não é apenas isso. Na verdade não é, mas estaria a mentir se não dissesse que tem alguma importância.

38 – Mantendo um relacionamento onde já não existe amor, onde só existem filhos ou qualquer outra coisa que mantenha o casal ligado numa farsa.

39 – Se não existir compromisso, trata-se de uma relação aberta. Uma relação aberta, tem falhas, tem buracos e depressa se torna numa dor de cabeça.

40 – Se você tiver pouco ou nada em comum com a outra pessoa. Não acredite na história de que os opostos se atraem. Pode acontecer, mas depois de algum tempo, serão as semelhanças a unir o casal e não o contrário. (Os opostos atraem-se?)

41 – Se você tem problema com drogas, álcool ou qualquer outra dependência.

42 – Se não for carinhoso, amigo, fiel e compreensivo com a outra pessoa.

43 – Se tentar a todo o custo mudar a outra pessoa ou melhorá-la! Se você se apaixonou por ela como esta é, é com essa pessoa que deverá sentir-se bem.

44 – Esperando que seja sempre a outra pessoa a começar com os carinhos, a partilhar o amor e a mostrar afeto.

45 – Culpando a outra pessoa pelos problemas que você não consegue resolver.

46 – Passando muito tempo ao telefone, computador ou qualquer outro electrónico, enquanto estão juntos. Não basta estarem juntos para ser considerado tempo de qualidade. (Facebook, destruidor de relações?)

47 – Esperar que a outra pessoa saiba aquilo que está a sentir e conheça os seus problemas.

48 – Guardar tudo o que a outra pessoa lhe diz para usar como argumento no futuro.

49 – Ter a outra pessoa como garantida e acreditar que pode fazer tudo sem que isso afete o relacionamento.

50 – Não visitar o SentimentoCalmo.com que tem as melhores dicas de relacionamentos.

Se mesmo assim perder o amor da sua vida é porque, muito provavelmente, não o era.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

avatar
wpDiscuz