100 formas de quebrar a rotina (Parte 3)

Se entrou neste nosso artigo e ainda não viu o “100 formas de quebrar a rotina (Parte 2)“, para que não perca pitada destes nossos artigos. Sendo este o terceiro artigo da série, com mais 10 dicas, que farão no total 30 dicas de 100 no total! Ficam ainda a faltar mais 7 artigos que serão publicados nos próximos tempos.

Com esta série apenas queremos mostrar que existem muitas coisas, muitas delas simples, que qualquer pessoa pode fazer para ter um momento na sua vida diferente. Para deixar de fazer as mesmas coisas todos os dias e da mesma forma. As pessoas têm tanto medo de sair da sua zona de conforto, que por vezes desconhecem as oportunidades que poderão estar a perder. Mas bom, sem mais demora, vamos então ver as dicas que hoje!

quebrar a rotina

Mude o seu visual – Porque não começar por mudar o seu visual, se quer mudar a sua rotina? Para além de experimentar um novo “eu”, conseguirá também despertar a atenção das pessoas. Se não sabe ao certo o que fazer, poderá pedir opinião a alguém amigo, ao seu cabeleireiro ou alguém que lhe ajude a descobrir qual poderá ser o seu melhor e a mudança que necessita.

Reveja alguém que não vê há bastante tempo – As verdadeiras amizades são para sempre, mas devem ser cuidadas. Por vezes, estamos tão ocupados com a nossa vida, a seguir os nossos sonhos e a conquistar os nossos objetivos, que nos esquecemos das outras pessoas e de quem nos é querido ou sempre apoiou.

Se quebrar a sua rotina, provavelmente de muito trabalho, tire um dia para si e para as pessoas que ama e visite alguém que já não vê há bastante tempo. Meta a conversa em dia e mostre que se preocupa com as pessoas que lhe são queridas, caso contrário poderá perde-las.

Estude uma disciplina desconhecida – E que tal tirar um curso ou aprender algo, sobre o qual nunca pensou estudar na vida? Chama-se a isto, sair da sua zona de conforto e como já tinha dito, costuma ser nessas situações que as coisas boas acontecem.

Salta de paraquedas – Já falámos em desportos radicais, mas digamos que podemos colocar este no topo. Eu próprio quero experimentar isto na minha vida e ainda o vou fazer! Porque não fazer o mesmo? Dá para imaginar a quantidade de adrenalina de atirar-se de um avião a uma altura gigantesca da terra?

Jogue jogos de tabuleiro – Volte ao seu passado, aposto que jogava jogos de tabuleiro. São imensos, de todo o tipo! Dos mais recentes aos mais antigos, existem jogos excelentes que antigamente nos divertiam durante montes de tempo. O que aconteceu? Os jogos de computador e consolas estragaram tudo? Tire um pouco de tempo desses jogos e volte aos seus jogos de tabuleiro antigos.

Reveja fotografias antigas – Para que servem as fotografias? Para guardar momentos, e os momentos nada valem se não forem recordados. Tire as suas velhas fotografias da velha arrecadação onde provavelmente estarão cheias de pó e reveja-as! Relembre a sua juventude, mostre as fotografias a alguém que lhe é querido e divirta-se.

Faça uma corrida – Nem vou falar da importância do exercício físico, porque vocês já devem saber. Se pretende emagrecer a corrida vai ser a sua melhor aliada, para além de fazer muito bem ao seu coração. Imagine uma corrida ao final do dia, acompanhada com a pessoa que ama e depois um bom banho. Não é uma boa forma de quebrar a rotina e ainda tratar da sua saúde?

Ler um livro – Costumam dizer, que se quer escrever bem, deverá ler imenso, porque não juntar o útil ao agradável? As pessoas hoje em dia desprezam a leitura, preferem os filmes, as coisas no momento e sobretudo que não tenham de pensar muito. Deveríamos inverter esta tendência. A leitura de um livro pode ser bastante estimulante, porque somos nós a criar o nosso próprio filme na nossa cabeça. Existe melhor que isso?

Assistir a uma peça de teatro – Se gosta de cinema, porque não ver uma peça de teatro? Devem estar a questionar-se do porque da comparação! Pois bem, digamos que no teatro têm os atores à vossa frente! A ação é real, é no momento! Conseguem sentir a emoção, os suspiros, a intensidade, tudo o que não se consegue sentir tão facilmente num filme de cinema. Convide a pessoa que ama ou até um amigo ou amiga e vá ver uma boa peça de teatro.

Aprenda a tocar um instrumento musical – O que seria a nossa vida sem música? Gosta de música? Porque não aprender a tocar um instrumento? Pode pensar que é bastante complicado, até eu penso! Mas nada que umas boas aulas não resolvam, certo?

Se gostou destas dicas não pode perder a Parte 4 deste nosso artigo.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

avatar
wpDiscuz